Banco de Cabo Verde
Bandeira de Cabo Verde

Emissão 2007 - 500 Escudos

A nota constitui uma homenagem ao químico cabo-verdiano Roberto Duarte Silva, que se distinguiu no campo das ciências e que contribuiu com as suas investigações para o enriquecimento da química orgânica, e à sua ilha natal, Santo Antão, representada no verso da nota por uma perspetiva de uma paisagem valorizada pela imagem de um Trapiche, símbolo de uma das mais importantes atividades económicas da ilha.

2007 500 Escudos Frente
2007 500 Escudos Verso

Dimensão: 130 X 65 mm
Cor Predominante: Verde
Papel: Algodão com fibras invisíveis fluorescentes à luz ultravioleta

A emissão desta nota de 500 escudos vem na sequência da emissão de uma nova família de notas do Banco de Cabo Verde, iniciada em 1999, ditada não só pela necessidade de incorporação nas notas dos últimos avanços tecnológicos, como também, pela necessidade de reposição da existência, que se foi reduzindo ao longo dos anos.

A nota constitui uma homenagem ao químico cabo-verdiano Roberto Duarte Silva, que se distinguiu no campo das ciências e que contribuiu com as suas investigações para o enriquecimento da química orgânica, e à sua ilha natal, Sto Antão, representada no verso da nota por uma perspectiva de uma paisagem valorizada pela imagem de um Trapiche, símbolo de uma das mais importantes actividades económicas da ilha.

Frente
Do lado esquerdo do retrato de Roberto Duarte Silva, que domina a parte da frente da nota, foi aplicada uma banda rectangular vertical e que suporta na sua parte inferior a denominação 500, de leitura vertical. Ainda na parte superior desta banda, foi aplicado um hexágono impresso com tinta metálica, na cor verde seco.
Por sobre esse retrato e sobre uma banda que cobre a marca de água foi aposto o texto Banco de Cabo Verde e 500 QUINHENTOS ESCUDOS, bem ainda um selo serigráfico onde estão inseridas as armas da República de Cabo Verde, as denominações BCV e 500 e o desenho de um almofariz, com variação de cores em função da orientação da nota.
Ainda na parte superior da frente da nota foi desenhado, em cores várias, um almofariz que, quando visto em transparência, coincide com o mesmo desenho do verso da nota.
A marca de água, trabalhada a partir do retrato de Roberto Duarte Silva, localiza-se na zona mais ou menos central da parte superior da nota.

Verso
No canto inferior esquerdo foram apostos: as denominações 500 QUINHENTOS ESCUDOS, de leitura em duas linhas, assim como o texto 25 de Fevereiro de 2007, data do aniversário de nascimento de Roberto Duarte Silva, referenciado como data da emissão geral da nota.
Imediatamente acima da perspectiva, sobre uma banda que cobre a marca de água, foram apostas as denominações BANCO DE CABO VERDE, de leitura em duas linhas, e a LEI PUNE O CONTRAFACTOR, de leitura da esquerda para a direita.
A toda a altura do verso da nota e do lado direito, foi introduzida uma banda iridescente, rectangular, composta pela denominação 500 e o desenho de um almofariz.
O fio de segurança, introduzido no verso da nota, da esquerda para a direita, comporta as denominações BCV e 500, assim como o desenho do logótipo das farmácias.