Banco de Cabo Verde
Bandeira de Cabo Verde

Emissão 2005 -200 Escudos

= Nota Retirada de Circulação = Decreto-Lei nº 18/2017 de 17 de abril de 2017=

2005 200 Escudos Frente2005 200 Escudos Verso

Dimensão: 121 X 62 mm
Côr Predominante: Verde

A emissão desta nova versão da nota de 200$ (duzentos escudos) vem na sequência do processo de revisão da anterior família de notas de banco, iniciado em 1999, ditado pela necessidade de incorporação nas notas dos últimos avanços tecnológicos ligados à segurança e ao manuseamento, bem como pela necessidade de reposição da nota.

A frente da nota é dominada pelo retrato do navio Ernestina, colocado sobre um medalhão que representa o firmamento. Sobre este medalhão, e do lado esquerdo da nota, está aposto o texto 20 de Janeiro de 2005, data da sua emissão.

Sobre a base de suporte do retrato do Ernestina, e sobre uma banda na cor verde claro, aparece inscrito o texto 200 DUZENTOS ESCUDOS, de leitura em duas linhas. Esta banda cobre a marca de água, trabalhada a partir de um retrato de Amílcar Cabral, e suporta elementos circulares que se desenvolvem ao longo de toda a largura da nota. Sobre esta mesma banda estão colocados o dístico BANCO DE CABO VERDE, de leitura em duas linhas, no canto superior esquerdo, e a numeração vertical da nota com os números em crescendo, na cor verde escuro e impressa com tinta fluorescente, no lado direito. Também sobre a banda encontra-se aplicado, do lado esquerdo, um detalhe do pano-de-obra, impresso em intaglio, e que serve como elemento de identificação da nota por deficientes visuais.

No canto inferior esquerdo, sobre uma faixa horizontal que representa o mar, está aposta a numeração horizontal da nota com os números em crescendo, a qual se encontra impressa com tinta magnética legível por máquina.

No verso da nota encontra-se uma composição alusiva a alguns meios de comunicação, sobre a qual aparece uma banda na cor verde claro, que leva no seu canto superior esquerdo o desenho de uma espiga de milho orientada verticalmente. Do lado direito desta banda estão apostas as armas da República de Cabo Verde e um detalhe do pano-de-obra.

O fio de segurança, introduzido no verso da nota, da esquerda para a direita, encontra-se embebido no papel, e tem propriedades legíveis por máquina classificadora. O papel é feito de fibras fluorescentes, 100% algodão, e está tratado com uma camada de protecção de platinum para aumentar a sua durabilidade.